• ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
Moda

Paula Raia retorna às passarelas em momento de despertar

Estilista combina elementos já conhecidos da marca com novas propostas e resquícios do estilo pandêmico.

Fotos: Mariana Valente (destaque) e Agência Fotosite (galeria)
PUBLICIDADE

Fazia cinco anos que Paula Raia não apresentava uma coleção na passarela. A última vez foi durante uma São Paulo Fashion Week, em 2017. Desde então, a estilista explorou novas formas de introduzir as novidades, ora de maneira intimista, ora propondo experiências mais sensoriais. Há sempre uma história energética, espiritual ou esotérica por trás dos processos criativos e das roupas da marca.

Na temporada passada, por exemplo, a de verão 2022, Paula viajou com sua equipe para Lajedo de Pai Mateus, na Paraíba, para gravar um desfile a céu aberto. A coleção tentava explorar a relação do tempo sobre nós, a natureza e as roupas, numa vibe ritualística, quase holística. Agora, para o inverno 2022, o ponto de partida é aquele estado meio dormindo, meio acordado, em que os sonhos se misturam com a realidade, o material com o imaterial.

A cenografia e direção de arte (assinadas por Ana Arietti) entregavam bem o tema. O Vol. C da loja MiCasa, em São Paulo, foi transformado numa sala branca, coberta por tecidos da mesma cor e decorado com poltronas e sofás antigos de diferentes estilos. O espaço tinha algo de sonho, um ambiente que só existe na memória, meio empoeirado, meio difuso, carregado de lembranças e sensações.

PUBLICIDADE

Na coleção, a sensação de algo conhecido com algo novo ou ainda não 100% materializado aparece por meio de recortes e sobreposições assimétricas, mistura de tecidos e um trabalho de volumetria ora controlado, ora exagerado. É um babado que contorna apenas um lado de um top tipo bustiê, um cinto com maxilaço que vira uma quase saia, se funde ao vestido.

Algumas silhuetas são clássicas da marca: a cintura marcada com volume no quadril, tipo balaústres, os decotes profundos e caídos sobre os ombros, as partes de cima estruturadas ou encorpadas com saias transparentes. Outras, como a alfaiataria que vem ganhando mais espaço desde as últimas coleções, indicam um novo caminho. O mesmo vale para os acessórios de metal envelhecido, os tecidos pesados e as cores densas. São elementos que não estamos acostumados a ver no trabalho delicado e harmonioso de Paula – e que, muitas vezes, pesam na imagem final.

É mais um problema de styling do que das roupas em si. Analisadas separadamente, as peças – mesmo aquelas mais distantes do repertório já conhecido da estilista – não devem desagradar a clientela. O desequilíbrio vem de algumas combinações, como o conjunto de alfaiataria xadrez com cardigan de crochê ou nos vários looks com meias ou leggings combinados a sapatos e botas baixas, frutos de uma parceria com Alexandre Birman.

PUBLICIDADE

A ideia até faz sentido. Para este jornalista, a impressão era de uma mulher acordando de um sono embalado por peças confortáveis física e emocionalmente, não muito diferentes daquelas com que passamos os meses de isolamento. No momento de despertar, porém, rola uma confusão, o tal "estado flutuante da mente, o instante fronteiriço entre sonho e realidade". E aí, essa pessoa não sabe bem se quer voltar para o guarda-roupa antigo, se quer se arrumar como antes ou como na fantasia dos sonhos, com lembranças de tempos passados, da infância. É difícil mesmo, quem está 100% seguro das coisas? Talvez seja melhor largar tudo pela metade, nem lá, nem cá, e voltar a dormir. Acontece que, na prática e bem acordados, o meio do caminho é inconclusivo. Como que à espera do toque final da soneca do despertador.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.