Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
Moda

Phoebe Philo está de volta e com uma marca própria

Após cerca de três anos e meio longe da moda, a estilista britânica anuncia seu retorno com uma marca autoral, que terá participação minoritária do grupo LVMH.

Foto: Nick Harvey | Getty Images
PUBLICIDADE

Sim, Phoebe Philo está (finalmente) de volta à moda e com uma marca própria. A novidade divulgada pelo New York Times pegou todos de surpresa nesta madrugada e gerou agitação nos fãs da estilista que desde dezembro de 2017, quando saiu da Celine (na época ainda com a grafia Céline, com acento), estava fora do circuito.

São muitos os motivos que geram essa agitação toda, mas talvez o principal deles é que Phoebe é conhecida como a "patrona do female gaze" na moda. Isso significa, em resumo, que ela sempre criou roupas que andavam em paralelo às tendências do momento ao mesmo tempo que conseguia influenciar toda a indústria com o seu olhar sobre o que a mulher contemporânea gostaria de vestir. Nesses três anos e meio longe, as principais marcas de luxo fortaleceram a sua relação com o streetwear e investiram pesado em marketing e peças hit. A própria Celine, com a contratação de Hedi Slimane, seguiu por um caminho completamente diferente do que Phoebe propunha. Alguns de seus pupilos, como Danie Lee, da Bottega Veneta, (que inclusive trabalhou ao lado de Phoebe na Celine), até seguiram alguns de seus passos, mas fizeram twists o bastante para ainda deixar um espaço vazio. Ou seja, por mais que existam coisas empolgantes no que está sendo feito hoje, muita gente ainda se sente órfã do olhar da estilista britânica.

PUBLICIDADE

Com esse anúncio, Phoebe também acaba com os eternos rumores de que ela iria assumir a direção criativa de alguma marca de luxo. Nos últimos anos, ela foi apontada como possível nova estilista da Chanel, Givenchy, Alaïa, Burberry e diversas outras.

Não foram reveladas muitas informações sobre a nova marca. Por enquanto, o comunicado reforça que ela está empolgada de fazer um voo solo e que as peças terão qualidade excepcional. "Estar de volta criando no meu estúdio tem sido empolgante e incrivelmente gratificante. Estou muito ansiosa para voltar a estar em contato com o meu público e as pessoas em todos os lugares", disse ela sobre a nova empreitada que será parcialmente linkada ao grupo LVMH, seu ex-empregador na época em que ela estava na Celine.

Se podemos esperar que ela siga o que fazia na Celine? Provavelmente. Mas, como apontou a jornalista Vanessa Friedman, Phoebe não estaria de volta se ela não tivesse algo completamente novo para dizer (especialmente neste momento do mundo que estamos vivendo). Mal podemos esperar para as outras informações que serão divulgadas em janeiro de 2022.

PUBLICIDADE
Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE