Pigmentocracia e skincare

Produtos com nomes como "clareador" ou "branqueador" começam a sair do mapa em alguns países, mas a pergunta continua: por que quem tem a pele escura ainda precisa lidar com microagressões coloristas no universo do skincare?

PATROCINADO • CONTINUE ABAIXO

Novas tecnologias para quem?

Projetadas por meio de uma perspectiva hegemônica, soluções tecnológicas já vêm programadas com preconceito nos algoritmos. Movimentos brasileiros e internacionais mostram por que uma abordagem inclusiva beneficia não só as pessoas mais marginalizadas, mas toda a sociedade.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE VIEW, A REVISTA DIGITAL DA ELLE BRASIL