21 swan | Unsplash
PUBLICIDADE

Brasileiros e brasileiras amam perfume, isso é um fato comprovado e documentado. De acordo com dados da Euromonitor International, empresa britânica de pesquisa, o Brasil tem 13,4% do mercado global de perfumes, e só perde para os Estados Unidos quando o assunto é fragrância.

Um mercado tão grande resulta em uma variedade de produtos que confunde qualquer pessoa. Entre perfumes nacionais e importados, lançamentos e clássicos, como navegar nesse universo? Perfume bom é necessariamente perfume caro? Como aplicar a sua fragrância preferida na medida certa, sem incomodar ninguém?

Para acertar na compra do perfume e fazer o cheirinho bom te acompanhar o dia todo, mas sem intoxicar quem passa por perto, conversamos com Dênis Pagani, especialista em perfumes e consultor, criador do site 1nariz, e com a dermatologista Camila Moulin, especialista em Cosmetologia da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Pedimos para eles responderem as dúvidas mais comuns quando o assunto é perfume:

COMO SABER SE UM PERFUME É ORIGINAL?

Em tempos de compras online e lojas espalhadas pelo mundo todo, dá medo mesmo de comprar gato por lebre. "Essa é a pergunta de um milhão de dólares, porque os falsificadores estão cada vez mais especialistas. Em geral você sabe quando o perfume chega na sua casa e o cheiro é meio esquisito", constata Dênis. "Eu sempre recomendo comprar em lojas grandes, especialmente se é um perfume de marca famosa", completa o especialista. Vale lembrar também que, se o preço está muito mais baixo do que em outros lugares, pode ser um indício de que a procedência não é confiável. Melhor ficar de olho.

QUAL O MELHOR JEITO DE PASSAR PERFUME?

Borrifar nos pulsos, na dobra interna dos cotovelos e nas laterais do pescoço é o jeito mais tradicional e por um bom motivo: são pontos em que a circulação sanguínea está à flor da pele, o que faz com que a fragrância seja mais exalada. "Tem gente que acha supersexy passar perfume atrás dos joelhos, eu acho uma ideia divertida", diz Dênis Pagani.

COMO FAZER O PERFUME DURAR MAIS NA PELE?

Se você acha que o perfume dura pouco na sua pele, pode tomar algumas medidas simples para melhorar a performance. A primeira delas é esperar a pele secar, após o banho, para borrifar o perfume, já que ele é um produto pensado para ser usado na pele seca. Mas não abra mão da hidratação: "Peles muito ressecadas tendem a fixar menos o perfume", explica Camila Moulin, que diz que a falta de gordura nas camadas mais externas da pele faz com que o perfume vá embora mais rápido. Então trate de hidratar bem a pele.

Agora, se seu objetivo é uma perfumação mais duradoura, talvez a melhor estratégia seja passar o perfume por cima da roupa. "As fragrâncias permanecem mais tempo nos tecidos do que na pele", explica Camila. Mas cuidado, porque nem sempre essa mistura de perfume e roupa dá certo. "É preciso tomar cuidado com manchas", alerta Dênis. Alguns perfumes têm corante, que pode acabar colorindo sua roupa. "Outro risco é, em tecidos muito delicados como seda, o perfume fazer com que o tingimento da roupa escorra", completa ele.

COMO DEIXAR UM PERFUME MAIS INTENSO OU MAIS SUAVE?

Você pode (e talvez até deva) regular a intensidade do seu perfume de acordo com alguns fatores como ocasião, horário, clima e, claro, de acordo com sua intenção. No trabalho, por exemplo, um perfume forte pode desviar a atenção de quem está lá focado em produzir. "Você não ligaria uma música alta no meio do escritório, certo? Da mesma forma, um perfume invasivo pode incomodar", exemplifica Dênis.

Para deixar um perfume intenso mais suave, Dênis sugere aplicar apenas uma borrifada direto na pele, no centro do peito. Por baixo da blusa, o perfume deve ficar perceptível apenas para você ou para quem chegar realmente muito perto.

Já para aumentar a intensidade de um perfume suave, a dica é aplicar na pele, e depois dar uma ou duas borrifadas por cima da roupa. "Isso dá um realce, a fragrância se dá bem com as fibras do tecido", explica o especialista.

O QUE É PERFUME CONTRATIPO?

É comum ver pela internet anúncios de "perfume contratipo" de alguma fragrância famosa, geralmente com preço baixo. "Contratipo é uma cópia de um perfume, com qualidade inferior", resume Dênis, que explica que, assim como na moda, é comum na indústria do perfume que as fragrâncias sejam copiadas. Mas no caso do contratipo, é usado um marketing agressivo, não há pudor de associar a cópia ao produto original, inclusive com o uso da marca e do nome.

PERFUMES PODEM CAUSAR ALERGIA?

Má notícia para quem desconfia que a causa da alergia pode ser aquela fragrância tão querida: "Perfumes podem causar alergia em 1% a 4% da população em geral, e em 8% a 15% das pessoas que já têm algum tipo de alergia", explica Camila. Fragrância é a causa mais comum de dermatite de contato alérgica, mas os perfumes também podem reagir com o sol e causar fotossensibilidade, irritar a pele de forma localizada, causar manchas. "O recomendado é, ao identificar a alergia, não repetir nem insistir no uso do perfume, porque a crise alérgica tende a se tornar mais grave a cada exposição ao produto", alerta a dermatologista.

QUANTO TEMPO DURA UM PERFUME?

No Brasil, de acordo com normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os produtos cosméticos têm de ter prazos de validade em suas embalagens. Mesmo produtos importados, quando comprados aqui, têm de seguir essa regra. "Nosso país é muito quente, os produtos são mais expostos ao sol, o que pode estragar o perfume", explica Dênis. Mas se bem armazenado, um perfume pode durar por tempo indefinido.

O que é um perfume bem armazenado, então? "O ideal é manter na caixa, protegido da luz, em um lugar fresco", indica o especialista. Guardar seus vidros favoritos no banheiro é uma péssima ideia: "Em geral é um ambiente bem iluminado e, ao tomar banho, a temperatura do cômodo varia muito, o que pode estragar o perfume", completa ele.

Se você quer deixar os frascos à mostra e à mão, sem caixa, escolha um lugar dentro do armário, escuro e fresco, para guardar sua coleção, e então você poderá sentir seu perfume perfeitamente por muitos e muitos anos.

QUANDO OS PERFUMES FORAM INVENTADOS?

Os primeiros registros conhecidos do perfume datam de 2 mil anos a.C, na Mesopotâmia, onde hoje ficam o Iraque e o Kuwait. No Egito Antigo se fazia perfume com flores, frutas e madeiras aromáticas destiladas em óleo. Na Pérsia, atual Irã, há os primeiros registros de perfumes feitos sem óleo.

Em 2007 arqueólogos encontraram no Chipre frascos com extratos de lavanda, louro, alecrim, pinho e coentro, em escavações do que, supostamente, era uma espécie de fábrica de perfume datada de 1850 a.C. Esses achados estão em exposição nos museus Capitolinos, em Roma.

PERFUME MASCULINO TEM MAIS FIXAÇÃO?

"A performance de um perfume não tem a ver com o gênero ao qual ele foi designado", crava Dênis, lembrando também que essa história de perfume masculino ou feminino não faz muito sentido, não é mesmo?

O que impacta na fixação e performance na pele é mesmo a composição da fragrância: "Se ele tem uma grande parte de matérias-primas que evaporam mais lentamente, ou seja, se tem mais mais notas de fundo ou de base do que o outro perfume que está sendo comparado, ele vai performar melhor, vai durar mais, independente de ser masculino ou feminino".

Quer um perfume que dure bastante? Aposte nos amadeirados, orientais ou gourmand (que estão dentro da família dos orientais).

PERFUME BOM DURA MUITO NA PELE?

"Fixação, sozinha, não significa qualidade", afirma Dênis. "As pessoas se apegam nisso porque é uma medida fácil para dizer se o perfume é bom ou ruim, mas a questão é mais complexa do que isso", completa.

Um perfume cítrico, por exemplo, por natureza não é duradouro, mas isso não significa que ele não seja de boa qualidade. "O cítrico é para ser borbulhante, festivo e alegre na hora da aplicação. Se você quer ter essa sensação de novo, precisa reaplicar e pronto", diz o especialista.

POR QUE PERFUME PODE CAUSAR DOR DE CABEÇA?

Há pessoas que ao sentir cheiros intensos são acometidas de dor de cabeça instantaneamente. "Quando se inala alguma substância com cheiro forte e persistente, o organismo acaba liberando células inflamatórias que geram reação alérgica, o que explica os sintomas de coceira nas mucosas, espirros frequentes, coriza, obstrução nasal, cefaleia", explica a dermatologista Camila Moulin.

Em algumas pessoas esse mal-estar pode ser ainda mais intenso e evoluir para enxaqueca, náuseas, tontura, sensibilidade à luz e vômito. "Isso acontece pois odores muito intensos aplicados em excesso, ao serem assimilados pelas células olfativas, podem estimular a liberação de neurotransmissores e substâncias que dilatam os vasos sanguíneos cerebrais, desencadeando a enxaqueca", completa ela.

TODO PERFUME TEM ÁLCOOL?

Os perfumes que a gente mais consome no Brasil, líquidos, em geral têm álcool sim. "O papel do álcool é diluir a essência, que é a matéria-prima do perfume, e servir de veículo, ou seja, carregar a essência diluída para nossa pele", explica Dênis.

Mas existem outros tipos de perfume que não têm álcool na formulação. Os sólidos, por exemplo, vêm em uma base de cera, gordurosa, que é feita para ser derretida com o dedo e aplicada na pele. No Oriente Médio, que tem países com clima desértico, a base oleosa é mais popular, porque a secura do ar faz com que os perfumes diluídos em álcool fiquem suaves demais.

O QUE É PERFUME EDT, EDC e EDP?

Essas siglas significam Eau de Toilette, Eau de Cologne e Eau de Parfum, e cada uma corresponde a uma concentração dos óleos essenciais que dão o cheiro ao seu perfume favorito. Eau de Cologne tem entre 5% e 8%; Eau de Toilette tem entre 6% e 12%, e Eau de Parfum tem entre 10% e 20% de concentração das matérias-primas. Em geral, essa concentração maior de matérias-primas tem impacto direto no preço do produto, e pode influenciar na potência e performance do perfume.



Coco Chanel resiste ao tempo, às guerras, às crises econômicas e segue firme no imaginário tanto de quem ama moda quanto de quem não se importa com o assunto

PUBLICIDADE


Visionária, inovadora, ousada e surrealista, a estilista italiana radicada em Paris é muito mais do que apenas a rival de Coco Chanel. Conheça mais sobre a vida e obra dessa mulher genial.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE VIEW, A REVISTA DIGITAL DA ELLE BRASIL