Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
Beleza

Livros para quem é obcecado por cabelos

Atualize a sua biblioteca com as publicações internacionais mais interessantes sobre o universo capilar!

Foto: Divulgação / Colagem: Gustavo Balducci

Livros de cabelo

PUBLICIDADE

Desde o começo do isolamento social, o cabelo se tornou um assunto quente nas redes sociais. Teve gente raspando tudo para evitar a ida ao salão tão frequente, teve quem deixou crescer e nunca mais cortou, quem ousou uma pintura ou uma descoloração para experimentar algo novo na segurança de sua casa… Fato é que, em um mundo no qual as máscaras são uma obrigação, a maquiagem ficou a escanteio e os cabelos tomaram a dianteira da beleza. Basta olhar para celebridades como Billie Eilish e Miley Cyrus. A primeira inverteu a tintura (o verde neon migrou das pontas para as raízes) enquanto a segunda foi para um mullet platinado que se tornou hit em 2020. Isso posto, antes de atualizar o seu visual, que tal estudar um pouco mais sobre o universo capilar? Para isso, preparamos uma lista com as melhores novidades internacionais em livros a respeito dos fios em suas mais criativas formas. Confira abaixo!

"Black Hair Care In Color (2021)" de Arial Robinson

A jornalista em formação e artista multimídia estadunidense Arial Robinson acabou de lançar seu segundo livro desenvolvido no período da quarentena. Enquanto The Modern Day Black Alphabet concentra-se exclusivamente na missão de convencer crianças pretas a amarem seus próprios fios e entenderem a ancestralidade por trás de seus penteados, Black Hair Care In Color é um compilado de ilustrações para serem coloridas (tanto por adultos quanto por crianças) de produtos e utensílios para o cabelo afro. "Eu queria focar nesse assunto porque ele é uma parte enorme da nossa cultura. O cabelo afro é muito diverso. Ele conta histórias de força, perseverança e coragem por nós muito antes de a gente falar qualquer coisa. Queria iluminar positivamente o cuidado com esse elemento tão especial da nossa beleza", disse em entrevista à Dazed Beauty. Compre aqui!

PUBLICIDADE

"Good Hair: The Essential Guide to Afro, Textured and Curly Hair (2020)" de Charlotte Mensah

"Apenas lendário", descreveu a celebrada escritora inglesa de ficção Zadie Smith sobre este livro lançado no final do ano passado, cujo prefácio leva a sua assinatura. A primeira investida da cabeleireira e empresária ganês-britânica no mercado editorial narra a sua trajetória ao estrelato no mundo da beleza. A hairstylist veterana mistura histórias vividas pessoalmente por ela com contextualizações histórico-culturais a respeito do cabelo afro e dá espaço até mesmo para dicas de cuidados com os fios crespos. Nascida em Londres, ela é a sexta dos oito filhos de um casal de imigrantes. No entanto, ainda bebê, foi levada de volta para Gana e morou por lá com seus avós até os onze anos de idade. Na década de 1980, Mensah estudou no London College of Fashion e teve aulas com o já falecido Winston Isaacs, conhecido como o avô do cabelo afro-britânico. Ao longo das suas mais de três décadas de carreira, a cabeleireira abriu seu próprio salão, uma linha homônima de produtos para as madeixas e, em 2017, tornou-se a primeira mulher negra a entrar no British Hairdressing Hall of Fame, premiação dedicada aos maiores talentos capilares do Reino Unido. Entre as suas clientes estão a escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie, a roteirista e atriz britânica Michaela Coel e as cantoras estadunidenses Janelle Monáe e Erykah Badu. Compre aqui!

PUBLICIDADE

"PERSONAS 111 - The Art of Wig Making 2017-2020 (2020)" de Tomihiro Kono

Tomihiro Kono é um artista japonês e o suporte para suas obras são fios de cabelo. Ele passou três anos esculpindo e colorindo dezenas de perucas fio a fio para, no final, fazer um experimento: ao clicar o mesmo modelo usando cada uma de suas composições capilares, Kono questiona a nossa capacidade de entender a identidade de alguém pela sua imagem. O resultado deslumbrante do projeto foi impresso neste fotolivro organizado e lançado pelo próprio cabeleireiro via konomad editions, a editora que detém ao lado de sua esposa, a fotógrafa Sayaka Maruyama. "Mudar a aparência é um ato de autorreflexão e autodefesa", escreve na introdução do livro. Em Nova York, desde 2013, o artista não é estranho ao mundo da moda. Ele colaborou com o estilista discípulo da icônica Rei Kawakubo, Junya Watanabe, por nove temporadas e, para a própria fundadora da Comme des Garçons, assinou os cabelos inspirados em lutadores de sumô da coleção de verão 2015 da etiqueta. Antes de cair nas graças dos grandes estilistas japoneses em voga, Kono já teve seu trabalho impresso em revistas britânicas como Dazed e i-D. Como trabalhou no bairro de Harajuku, em Tóquio, na década de 1990, a cena colorida e efervescente de lá povoam o seu repertório visual que também percorre o período rococó da Europa, o visual das estrelas estadunidenses e britânicas de glam rock e os tradicionais penteados das gueixas. Compre aqui!

"True Roots: What Quitting Hair Dye Taught Me about Health and Beauty (2019)" de Ronnie Citron-Fink

Durante mais de duas décadas, a jornalista e ativista ambiental estadunidense Ronnie Cintron-Fink pintava o cabelo religiosamente a cada duas semanas para não deixar os fios brancos transparecerem. Além de uma rotina cara e demorada, a autora começou a investigar os nomes dos químicos descritos na caixinha de tinta. O resultado da pesquisa virou livro. Então, ao longo das páginas de True Roots: What Quitting Hair Dye Taught Me about Health and Beauty, acompanhamos as descobertas da escritora que, ao decidir assumir o grisalho, narra sua jornada de autoaceitação e apresenta alternativas menos tóxicas para o cuidado com os cabelos em casa. No livro, ela conta que sua própria cabeleireira disse que ela se tornaria invisível se realmente deixasse de tingir as madeixas. Cintron-Fink não se abalou e fez suas as palavras da estilista italiana Miuccia Prada: "As mulheres tentam se domar quando envelhecem, mas as mais bonitas são as que se permitem certa selvageria. Pensar sobre idade é a pior prisão em que uma mulher pode se colocar". Compre aqui!

"Manic Panic Living in Color: A Rebellious Guide to Hair Color and Life (2018)" de Tish Bellomo

Com o lema "testado em celebridades, não em animais!", a marca estadunidense de tinturas cruelty-free Manic Panic existe desde 1977. A boutique da marca em Nova York, no século passado, ficou conhecida como a primeira loja de estética punk dos Estados Unidos. O livro Manic Panic Living in Color: A Rebellious Guide to Hair Color and Life conta a história de mais de quatro décadas das irmãs Tish e Snooky Bellomo, fundadoras da Manic Panic. Aliás, quem assina o prefácio é ninguém menos que a drag queen "Supermodel of the World" RuPaul! "Envelhecer de forma graciosa? Nem a pau! Preferimos envelhecer de forma desgraçada!", escreveu a dupla em uma coluna da revista norte-americana Allure, em 2017. Contrário às mensagens de "anti-aging" da indústria e da imprensa de beleza, o duo mantém vivo até hoje o espírito punk que fez sua fama. No livro, elas relembram a vida na cena musical nova-iorquina (já fizeram backing vocal para o Blondie de Debbie Harry) e revelam como a Manic Panic é só uma materialização de tudo aquilo em que acreditam. Compre aqui!

"Great Hair Days: & How To Have Them (2018)" de Luke Hersheson

A estilista Victoria Beckham já chegou a declarar que não confia os fios de seu cabelo a ninguém além de Luke Hersheson. O hairstylist britânico aprendeu tudo o que sabe com o pai, Daniel Hersheson, conhecido por popularizar a chapinha no Reino Unido e inventor do "blow dry bar", salões especializados em escovas rápidas. Por isso, já no final da década de 1990, mesmo com a pouca idade, aos 20 anos, Luke já tinha sua própria (e estrelada) clientela. Os ensinamentos de quase três décadas renderam o livro Great Hair Days: & How To Have Them, lançado no final de 2018. Com dicas sobre aceitação e cuidado, o especialista também divide os seus cortes favoritos e histórias sobre a sua trajetória. Queridinho do mundo da moda, seu primeiro trabalho no circuito foi uma campanha com a übermodel brasileira Gisele Bundchen para a italiana Missoni. Dali por diante, tornou-se cabeleireiro oficial de celebridades britânicas como as atrizes Helen Mirren, Sienna Miller e Keira Knightley. Atualmente, é ele quem assina os cabelos de alguns importantes desfiles da Semana de Moda de Londres. Estilistas como Molly Goddard e Emilia Wickstead estão na lista. Compre aqui!

"Blowing My Way To The Top: How to Break the Rules, Find Your Purpose, and Create the Life and Career You Deserve (2020)" de Jen Atkins

Na virada do milênio, uma jovem Jen Atkins abandonou a família mórmon e conservadora no estado de Utah, e mudou de vez para a cidade de Los Angeles, na ensolarada Califórnia. Duas décadas depois, ela se tornou a "hairstylist mais influente do mundo", segundo o jornal New York Times. Como isso aconteceu? Está tudo no seu novo livro Blowing My Way To The Top: How to Break the Rules, Find Your Purpose, and Create the Life and Career You Deserve, lançado no final do ano passado. Nele, a empreendedora relembra cada um dos momentos periclitantes que culminaram no seu sucesso e a fizeram uma gigante da beleza em Hollywood. A história começa no salão Estilo, em Beverly Hills e passa por uma assistência a Andy LeCompte (cabeleireiro queridinho de ninguém menos que Madonna) até chegar na clientela VIP de Atkins que reúne nomes como Mischa BArton, Lindsay Lohan, Nicole Ritchie e Sofia Vergara. Vale lembrar que, na era John Galliano da Dior, era Jen Atkins a responsável pelos cabelos dos desfiles, que tal? Sua parceria mais longeva é com a família Kardashian que, há dez anos, confia à ela as suas madeixas. Hoje, Atkins tem uma revista digital (a Mane Addicts) e a sua própria linha de cosméticos, a OUAI. Compre aqui!




Como reflexo de um retorno cada vez mais forte ao cabelo natural, o volume dos fios volta a ser celebrado. Corte em camadas, mullets, shaggy hair e franjas prometem brilhar nos próximos meses.



Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.