Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

2020 foi um ano atípico em todos os sentidos. A pandemia de COVID-19, as novas medidas de segurança e o isolamento social afetaram em cheio o mundo do entretenimento: shows e espetáculos foram cancelados e salas de cinema, interditadas. Entre lives e eventos à distância transmitidos pela Internet, o K-pop continuou a ser um fenômeno cultural mundial e se mostrou preparado para lidar com esse tipo de dificuldade — em parte, graças aos fãs que continuaram se conectando com seus artistas favoritos por meio das redes sociais.

BTS, que teve sua turnê internacional cancelada em abril, reuniu cerca de 993 mil fãs para o concerto virtual "Map of The Soul ON:E", que aconteceu nos dias 10 e 11 de outubro. Já o BLACKPINK acumulou 280 mil espectadores para "THE SHOW", sua primeira live paga transmitida pelo YouTube no dia 31 de janeiro.

Todo esse engajamento resultou em 6,7 bilhões de tweets. A plataforma divulgou esta semana que o ritmo foi o assunto mais comentado pelos usuários ao longo de 2020 e quebrou seu próprio recorde alcançado em 2019, com 6,1 bilhões de menções.

O ranking, dividido em diversas categorias, mostrou que o surgimento de conversas de fãs na Indonésia e na Índia gerou tweets suficientes para levar ambos ao topo da lista de países que tiveram o maior volume de postagens, com a Indonésia ocupando o primeiro lugar e a Índia entrando no Top 10 pela primeira vez. O crescimento do K-pop também colocou o Brasil em sexto lugar no ranking. Confira a lista completa:

PUBLICIDADE


Já entre os artistas mais citados, o septeto BTS ficou em primeiro lugar outra vez. Depois de lançar três álbuns de estúdio no ano passado — incluindo a posição #1 na parada HOT 100 da Billboard —, é claro que os fãs ocuparam os Trending Topics por um longo período. A lista segue com NCT, EXO, BLACKPINK, entre outros. GOT7, que recentemente encerrou seu contrato com a agência JYP Entertainment, apareceu em quinto lugar.

Muito além do suporte dado aos artistas sul-coreanos, os fãs de K-pop também se tornaram o centro das discussões depois que o comício organizado pelo ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em Tulsa, flopou. O evento, marcado por contradições às regras de prevenção ao novo coronavírus, havia sido preparado para receber 19 mil espectadores, mas apenas 6.200 pessoas compareceram. Usuários do TikTok e fãs de K-Pop afirmam ser os responsáveis pela ação digital.

PUBLICIDADE

Antes disso, os kpoppers também se aliaram à causa social BLACK LIVES MATTER, que gerou protestos após a morte de George Floyd, homem negro, em Minneapolis, nos EUA. Através de vídeos de fancam, os fãs ajudaram a derrubar o aplicativo da polícia de Dallas, que reunia denúncias de ações violentas dos ativistas. O ARMY, nome do fandom do BTS, ainda arrecadou para a causa US$ 1 milhão em 24 horas através do site BTSARMYxBLM e da hashtag #MatchAMillion. Todo esse envolvimento da comunidade #KpopTwitter no movimento negro deu aos fãs outra maneira de se manterem conectados e expressar suas opiniões sobre questões complexas na sociedade, tornando a hashtag #BlackLivesMatter a segunda mais utilizada de 2020.


Em um ano tão desafiador, a principal pesquisa (coronavírus) não é surpresa nenhuma, mas é possível se surpreender com algumas das buscas que foram feitas em 2020.


Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE