Moda

As principais tendências do verão 2021

Das peças-chaves ao acessório da vez, listamos os principais destaques da mais recente temporada internacional de desfiles.

Ilustração @viamagalhaes
PUBLICIDADE

Aanálise de tendências para o verão 2021 não é tão simples como parece. Esta foi a primeira temporada desde que a primeira onda de contágios de Covid-19 diminuiu, pelo menos em parte da Ásia e da Europa. E isso tem impacto direto na nossa percepção e também na maneira como aquelas roupas foram feitas.

De um modo geral, o verão 2021 é menos escapista e mais prático. Diferente das temporadas mais recentes de alta-costura e masculinas, a fantasia e os excessos foram deixados de lado, ou pelo menos contidos. É como se a máxima de forma e função substituísse os excessos nonsense e caça-cliques dos últimos anos.

Apesar da obviedade, essa foi estação em que as roupas assumiram novamente o protagonismo. São peças pensadas para existir além das telas de nossos computadores e telefones, em que cada detalhe é considerado, num processo quase matemático. Os fatores dessas equações são nossas vidas e necessidades atuais.

Controlada

Christopher John Rogers, Marni, Dries Van Noten e Louis VuittonFotos Cortesia

Primeiro ninguém queria tirar o pijama, a calça de moletom e o chinelo com meia. Depois, rolou um momentinho escapista fantasioso com alguns excessos autoindulgentes e toda uma vontade de montação. Agora, com boa parte das atividades retomadas, mas com a pandemia ainda presente, surge uma abordagem mais pragmática sobre o vestir. É uma combinação de todos esses desejos, porém pautados pela praticidade. É a camisa de trabalho estampada quase artisticamente, o vestido confortável de ficar em casa com babados e volumes coloridos, a camiseta de ir no mercado com detalhe em tecido acetinado e a bermuda em tecido metalizado.

PUBLICIDADE

Excedida nos detalhes

Acne Studio, Chanel e Dries Van NotenFotos Cortesia

Nesta temporada, excessos são contidos, mas não inexistentes. São nos acessórios que eles se manifestam de maneira mais criativa através de bijoux coloridas, formas abstratas ou modelos divertidos como chinelos felpudos, pantufas de náilon. Para quem está na dúvida em qual investir primeiro, fica a dica de que colares (principalmente gargantilhas) estão entre as peças mais quentes. E vale misturar vários de cores e materiais diferentes.

Coberta com estilo

Charlotte Knowles, Miu Miu, Givenchy e BurberryFotos Cortesia

Segundas peles são peça-chave nesta estação. E sim, está ficando quente, mas as da vez não são térmicas, são de tecido bem fininho, geralmente alguma malha quase transparente. Tem a ver com a necessidade de proteção, conforto e toque neste momento tão incerto, mas também tem a ver com styling e sobreposições. Estampadas, coloridas ou texturizadas são ótimo complemento para as peças mais sóbrias ou clássicas, como túnicas e alfaiataria.

PUBLICIDADE

Bem enquadrada

Givenchy, Maison Margiela, Rick Owens e Balmain.Fotos Cortesia

Falando em alfaiataria, os blazers do verão 2021 colocam toda a atenção nos ombros, principalmente aqueles pontudos, como visto na Balenciaga e na Balmain. Mas se o estilo é um pouco demais, vale as versões com shapes retos, porém igualmente marcantes. São ótimos para quem quer ser notado na reunião (de trabalho ou com amigos) no Zoom.

Relaxada da cintura pra baixo

Chloé, Christian Dior, Fendi, Max Mara.Fotos Cortesia

Virou um bordão de quarentena o look arrumado só da cintura para cima. Mas para quem não aguenta mais a preocupação meio a meio , esta temporada traz algumas boas soluções. A principal delas é a calça de alfaiataria com modelagem ampla, tecidos soltos e estrutura relaxada.

Já se alongou hoje?

Tory Burch, Chanel, Erdem, Michael Kors.Fotos Cortesia

As calças amplas de alfaiataria são bom complemento para outra peça importante do verão 2021: a túnica. Ela aparece tanto em sua versão clássica, com silhueta reta e poucos detalhes (Tory Burch), como em modelos esvoaçantes e transparentes (Fendi), híbridos com camisa (Dior e Michael Kors) ou com decotes e fendas (Chanel).

Uma boa trama

Tory Burch, Brunello Cucinelli, Christian Dior, Fendi.Fotos Cortesia

No mundo dos acessórios, o par perfeito para as túnicas de ares clássicos e pegada natural, são as bolsas com tecido tramado. Do couro à palha, elas marcaram presença em quase todas coleções de destaque da temporada. E tem de um tudo: das estruturadas e shapes tradicionais (Fendi) até as soltas (Valentino) e coloridas (Dior).

Sapatos: Pisando alto

Simone Rocha, Versace, Tod's, Altuzarra.Fotos Cortesia

As tramas também aparecem em outro modelo-chave da estação: as plataformas. Porém, as com solado de palha trançada ou de cortiça não são as únicas responsáveis pelo mood elevado do verão. Versões em borracha e cores vibrantes também prometem fazer sucesso.

Acessórios: Mini-ícone

MM6, Prada e Chanel.Fotos Cortesia.

Pingentes moldados no shape de peças icônicas ou no logo de marcas como Chanel, Maison Margiela e Prada são alternativas divertidos para a logomania nesta temporada.

Bolsa pra que?

Balmain, Versace, Coach e Balenciaga.Fotos Cortesia.

Quem precisa de bolsa ou carteira quando se tem um smartphone em mãos, não é mesmo?

Roupa com memória afetiva

Fendi, Vivienne Westwood, Batsheva, Rodarte.Fotos Cortesia

Nesta temporada, peças que acionam diretamente lembranças ou ideias de conforto e afeto têm posição de destaque. De roupas de fácil reconhecimento e entendimento até modelos de aparência vintage. É aí que os vestidos de ombros e mangas levemente marcados ou volumosas, silhueta esguia e cintura delicadamente marcada, ganham posto de peça-chave.

Melhor amigo de quarentena

Rodarte, Max Mara, Prada e Balenciaga.Fotos Cortesia

Muita gente não queria saber de outra peça de roupa durante o período de isolamento social, mas fato é que o moletom já tem lugar de destaque na moda há um bom tempo. Nesta temporada, o item continua onipresente e nas mais variadas versões. Dos oversized da Balenciaga ao estampados da Prada até os com babados da Rodarte.

Me abraça?

Prada, Jil Sander e Coperni.Fotos Cortesia

Pode ser carência de toque, pode ser vontade de se sentir protegida. De qualquer forma, Prada e Coperni apresentaram uma peça que simula perfeitamente as duas opções. É uma espécie de capa ou top, que envolve os dois braços como que num abraço.

Sapato para ficar

Stella McCartney, Balenciaga e Louis Vuitton.Fotos Cortesia

Ficar em casa, no caso. Nos últimos meses foram as Birkenstock, as Uggs, as Crocs e a boa e velha Havaianas. Nesta temporada, porém, o sapato de ficar em casa ganha upgrade fashion com os chinelos felpudos da Balenciaga e as pantufas monogramadas da Louis Vuitton.

Participe dessa corrente

Versace, Victoria Beckham e Chloé.Fotos Cortesia

Seja como detalhe numa bolsa, vestido, jaqueta ou sapato, seja como colar ou pulseira: as correntes são acessório quente no verão 2021.

Use-as, por favor!

Rick Owens, Collina Strada e Eckhaus Latta.Fotos Cortesia

O principal acessório do momento foi um tanto negligenciado em muitas passarelas. Com a pandemia sem sinal de se aproximar do seu fim, as máscaras devem continuar presentes em nossas vidas por um bom tempo. Foram poucas, porém, as marcas que as colocaram em suas coleções. Oportunidade de negócio perdida e, mais ainda, sinal de relutância e alienação em aceitar que o mundo e nossa realidade mudaram.

Entenda como a nova realidade está forçando muito estilista a repensar sua própria identidade, processo criativo e o design de moda.



Como a tendência 70's das coleções de inverno 2020 foi da alfaiataria do dia a dia para as pistas de disco.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE