PUBLICIDADE

Na última segunda-feira (17.08), começou, nos Estados Unidos, a Convenção Nacional Democrata. Realizado desta vez de forma online como consequência da atual pandemia, o evento acontece a cada quatro anos, preparando os cidadãos estadunidenses para as eleições presidenciais. Ainda neste ano, em novembro de 2020, será escolhido o próximo presidente do país norte-americano e, no primeiro dia da conferência, Michelle Obama foi uma das convidadas e se posicionou de forma direta: "Donald Trump é o presidente errado para o nosso país. Ele teve tempo mais do que suficiente para provar que pode fazer um bom trabalho, mas ele está claramente perdido. Ele não está à altura deste momento", falou ela em um discurso que rendeu uma enorme repercussão por todo o mundo.

Na aparição, Michelle ainda aproveitou a ocasião para passar mais uma mensagem, dessa vez, por meio do que vestia. A ex-primeira dama surgiu com um colar com pingentes de letras formando a palavra "vote". A escolha da peça não poderia ter sido mais certeira. A corrente é da marca californiana Bychari, que viu as suas vendas dispararem após a peça ter sido usada por Michelle. Apenas 12 horas depois da convenção, a empresa, criada pela designer jamaicana, Chari Cuthbert já havia recebido duas mil encomendas.

Michelle Obama usa colar escrito Vote da marca Bychari

Michelle Obama usou o look para passar uma mensagem durante a Convenção Nacional Democrata

Reprodução

Também nesta semana, outra personalidade que elucidou o público quanto a importância do voto foi Cardi B. Em conversa com Joe Biden para a ELLE estadunidense, a cantora, que estrela a edição de setembro da revista, questionou: "Eu quero que a nova geração, meus fãs, meu povo, saia e vote. Eu sei que estamos ansiosos para ganhar dinheiro, ter uma certa aparência, ter estilo, fofocar sobre celebridades… Mas, por que não fazemos uma mudança de verdade votando?".

Ainda no bate papo, Joe, que foi o vice-presidente dos Estados Unidos entre 2009 e 2017, chamou atenção da juventude: "Em 2016, se jovens de 18 a 24 anos tivessem votado no mesmo percentual do restante da população, não teríamos Trump. Teríamos Hillary Clinton. O voto é importante. É por isso que é necessário continuar falando sobre a necessidade de votar. A nova geração pode definir o que acontecerá na próxima eleição. Eles podem mudar as coisas dramaticamente se comparecerem e votarem".

PUBLICIDADE

Cardi B e Joe Biden conversam via Zoom em entrevista para ELLE USA.Reprodução


Em um país em que o voto não é obrigatório, ter nomes de grande influência e destaque, como Michelle Obama e Cardi B, relembrando a importância das urnas é essencial. Exercer o direito como cidadão e converter valores, manifestações e desejos em voto é a forma mais efetiva de ver mudanças acontecendo e fazer parte delas.


Toda segunda-feira, a redação comenta as notícias de moda mais relevantes da semana e entrevista gente de dentro e de fora do mercado no Pivô Podcast.

PUBLICIDADE


Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE