São Paulo é tema de livro de viagem da Louis Vuitton

Capital paulista surge multifacetada e numa abordagem que foge do óbvio pelas lentes do fotógrafo e artista plástico Alexandre Furcolin.

Nos sets e estúdios, como o mercado de moda vive a pandemia?

Da desunião do mercado, a redução de verbas e novas maneiras de trabalhar digitalmente, stylists, maquiadores, modelos dividem suas experiências.

PUBLICIDADE

Fotógrafo traz seu olhar de neto de imigrantes sobre o Líbano

Ao revisitar a história de sua família no livro Deus também descansa, Bruno Bou Haya faz um registro sensível dos laços que unem os dois países.

Luiza Brunet: “Fui de corpo livre”

Aos 58 anos, a modelo volta a posar nua para o fotógrafo Bob Wolfenson, relembra seus momentos mais icônicos na moda e fala sobre envelhecimento e seu ativismo.

#olhaELLE: Criola

Descobrimos o trabalho potente e colorido da artista e ativista Criola pela #olhaELLE. Aqui, vocês conhecem um pouco mais de seu talento que está em painéis em centros urbanos e também no Instagram.

#olhaELLE: a maquiadora e artista plástica Louise Helène

Ser artista plástica e maquiadora são apenas alguns dos talentos de Louise Helène, artista de 28 anos que impressiona pela sua habilidade de transformar obras de artes em seu próprio rosto. Descobrimos seu trabalho pela #olhaELLE no Instagram e, agora, vocês conhecem um pouco mais sobre ela.

#olhaELLE: Bruno Gomes

O fotógrafo de São Paulo Bruno Gomes tem 23 anos e um olhar apurado para a fotografia de moda. Descobrimos seu trabalho pela #olhaELLE no Instagram e, agora, vocês conhecem um pouco mais sobre ele.

Ode ao corpo feminino

Em imagens poéticas e potentes, a fotógrafa espanhola Carlota Guerrero celebra as mulheres e naturaliza a nudez e a diversidade.

A nudez contra-ataca

Milena Paulina, a artista por trás do perfil @olhardepaulina_ , trabalha para normalizar o corpo feminino ao subverter duas ferramentas que, por tanto tempo, se combinavam para oprimi-lo: a fotografia e o nu.

Bob Wolfenson fala sobre moda, Instagram e enchente

Prestes a completar 50 anos de carreira, o fotógrafo discute os impactos da pandemia, reflete sobre aposentadoria e relembra a inundação que atingiu seu acervo em fevereiro: "Renasceram coisas que estavam mortas".

Por trás da imagem

Impedidos de trabalhar presencialmente, fotógrafos, stylists, maquiadores e modelos dividem suas frustrações e projeções para o mercado durante e após a quarentena.

Onde voas bem alto eu sou o chão

Neriage por Bob Wolfenson

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE