Beleza

Cuidados com a pele na era das máscaras

Em tempos turbulentos como os de uma pandemia, a pele responde ao estresse e à ansiedade. Descubra formas práticas e holísticas para cuidar dela durante esse período.

PUBLICIDADE

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o uso de máscaras é essencial no combate à disseminação do coronavírus. Em tempos pandêmicos, o acessório salva vidas e, não raro, vemos celebridades endossando a campanha: "use máscara, é um sinal de respeito", viralizou a cantora pop Lady Gaga ao trazer o tema à tona durante o Video Music Awards — premiação da MTV para os clipes mais bem sucedidos do ano em que Gaga performou alguns dos principais hits de seu disco mais recente, Chromatica (2020), sem nunca tirar seus diferentes modelos de máscara.

Apesar da importância crucial do item neste momento, quando associado a processos de ansiedade e estresse – absolutamente comuns durante uma quarentena – ele traz algumas implicações para peles mais sensíveis. O aparecimento de acne ou dermatites ao redor da boca e nas bochechas pode ser uma delas. Infelizmente, os casos não poucos. De modo que, recentemente, o termo "mascne" (junção de "máscara" e "acne") disparou nos mecanismos de busca pela internet.

"O estresse e a ansiedade geram picos de cortisol, hormônio que pode aumentar a atividade das glândulas sebáceas que podem até inflamar", Thiago Cunha

"São duas as principais razões por trás dessas mudanças na pele. Primeiro, o atrito e a fricção da máscara nessa região do rosto. Depois, devido ao maior calor e umidade pelo uso do acessório, acontece uma maior proliferação de bactérias e fungos que habitam a pele", lista o dermatologista Thiago Cunha. Durante a pandemia, ele começou a fazer os seus atendimentos online e, neles, percebeu o aumento das queixas a respeito da tal "mascne".

PUBLICIDADE

Esses micro-organismos, contudo, não são os únicos responsáveis por essas mudanças no rosto. A montanha-russa emocional que estamos vivendo na pandemia também nos afeta profundamente e claro que a pele sente esse impacto. "O estresse e a ansiedade geram picos de cortisol, hormônio que pode aumentar a atividade das glândulas sebáceas que podem até inflamar, de repente", explica Thiago. Patrícia Silveira, especializada em dermatologia natural, por sua vez, aprofunda a questão. "O nervosismo, tão presente no contexto da pandemia, acaba se tornando crônico. E nós vamos sentir isso na qualidade do nosso sono, na nossa imunidade, nas nossas defesas. A acne aparece em uma dessas brechas." Abaixo, um guia para contornar a tal da "mascne" com dicas da dupla de experts.

Mantenha o skincare em dia

"Com ou sem máscara, a rotina de cuidados com a pele deve ser mantida", orienta Thiago. "Consulte o seu dermatologista para criar uma sequência de produtos que atenda ao seu tipo de pele, mas não a ignore achando que isso pode piorar a acne. Não é o caso." Caprichar na hidratação também é importante!

PUBLICIDADE

Atenção ao tecido da sua máscara

De acordo com Patrícia, os mais indicados são os naturais como o algodão. Tramas mais espessas (como jeans ou linho) geram mais atrito na pele e, por isso, são contraindicados.

Lave a sua máscara

A higienização é fundamental e deve ser feita diariamente após cada uso. "Por isso, é bom ter mais opções de máscaras em casa, para que a lavagem com sabão neutro e a secagem natural sejam possíveis", indica Patrícia. "Se, por alguma razão você não conseguir lavar a sua máscara, borrifar álcool 70% no tecido e esperar ele secar é uma boa opção. No entanto, um método não substitui o outro."

Evite o uso excessivo de maquiagem

"Para pessoas que têm que usar a máscara continuamente, é preciso evitar o uso excessivo de maquiagem, já que ela pode aumentar oleosidade, além de transferir para a própria máscara", afirma Thiago.

Fique de olho no stress

Mesmo que a gente não fique o tempo inteiro pensando na pandemia, no coronavírus e em tudo o que está acontecendo, de algum jeito, isso chega até nós. Para Thiago, se você está ansiosa, dormindo mal, preocupada ou insegura, não hesite em procurar o auxílio da psicoterapia. "Alguns componentes naturais podem fazer a diferença também nessa quebra do ciclo do estresse que gera a acne. Na medicina Ayurvédica, muito se fala das propriedades anti-ansiedade da Ashwagandha. De quebra, ela também é capaz de reduzir os efeitos nocivos do cortisol na pele como a acne, o excesso de oleosidade e a queda capilar."

Consulte um dermatologista

"Ao observar o aparecimento de dermatites ou acnes que não estavam presentes anteriormente, é importante contatar um médico dermatologista para avaliação", aconselha Thiago. Essas manifestações, de acordo com ele, também podem representar distúrbios metabólico-hormonais sistêmicos que, com um diagnóstico correto, podem ser corrigidos e revertidos.


Dos grandes e já renomados ingredientes usados nos cosméticos às novas promessas da indústria, eis aqui seu novo guia de ativos para uma rotina com a sua cara!


Rotinas com 20 passos, arsenal de produtos, horas de dedicação: autocuidado ou obsessão? A discussão em torno do skincare tem muito mais camadas do que faz supor aquele belo efeito glossy no rosto.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE