Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
Beleza

Guia de cuidados completo para quem tem pele oleosa

Tratamentos agressivos demais podem acabar intensificando a produção do sebo. Dermatologistas dão dicas para escolher os melhores produtos para controlar a oleosidade e ter uma pele saudável.

Foto: Pexels
PUBLICIDADE

A pele oleosa é bastante comum entre os brasileiros, sendo queixa constante nos consultórios dermatológicos. "Ela é caracterizada pelo aumento do sebo, principalmente na zona T. Os pacientes reclamam que o rosto está sempre brilhando e com aspecto de mal lavado", relata o dermatologista Daniel Cassiano, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD).

Essa produção excessiva de óleo é uma condição determinada geneticamente, mas fatores hormonais, o excesso de sol, o estresse e uma dieta rica em alimentos com alto teor de gordura podem intensificar esse processo, explica a dermatologista Camila Rosa, membro da SBD, da SBCD e da Skin of Colour Society.

Como consequência disso, outros pontos que incomodam são os poros aumentados, a dificuldade em usar filtro solar, a maquiagem derretendo e a maior tendência a cravos e espinhas. No entanto, com os cuidados corretos é possível minimizar esses problemas. A seguir, os especialistas dão dicas para caprichar no skincare, reduzindo o sebo e, assim, se sentir em paz com a sua pele.

Como lavar a pele oleosa

Na tentativa de diminuir a oleosidade da pele, muita gente acaba lavando o rosto excessivamente, o que pode causar o efeito contrário: aumento ainda maior da produção de sebo, alerta Daniel. O indicado é fazer essa limpeza apenas duas vezes ao dia: de manhã e à noite.

Nesses momentos, use produtos com ativos que promovam o controle da oleosidade ao longo do dia, como o ácido salicílico, a sulfacetamida sódica, o ácido azelaico e o enxofre. "O ideal é que fique uma textura suave na pele, sem ressecar", diz Camila.

Sabonete facial para quem tem pele oleosa

Divulgação

Effaclar Concentrado Gel, 300g, La Roche-Posay, R$ 63,90

Pele oleosa precisa de hidratação?

Pele oleosa tamb\u00e9m precisa de hidrata\u00e7\u00e3o

Pexels

Outro erro comum é achar que pele oleosa não precisa de hidratação, o que não é verdade. É ela que garante a manutenção da barreira cutânea, protegendo a derme das agressões do meio externo e do ressecamento, destaca Camila. A orientação é aplicar uma ou duas vezes ao dia, conforme da necessidade, sempre após a limpeza.

O importante é apenas priorizar produtos não comedogênicos, que costumam ter uma textura mais leve e ingredientes menos oleosos para evitar o entupimento dos poros. Por isso, Daniel indica os hidratantes no formato em gel ou em gel-creme e reforça: "pele hidratada é diferente de pele ensebada."

Hidratante facial para quem tem pele oleosa

Divulgação

Moisture Surge, 30 ml, Clinique, R$ 215

A importância do protetor solar

O filtro solar é um dos itens mais importantes da rotina de skincare, uma vez que ele atua no combate ao envelhecimento precoce e ao câncer de pele. Mesmo assim, 60% da população não usa nenhum tipo de proteção solar no dia a dia, segundo uma pesquisa realizada pela SBD em dezembro de 2019. No caso de quem tem pele oleosa, uma das maiores queixas é a dificuldade de encontrar um produto que fique confortável no rosto.

No entanto, atualmente existem vários protetores desenvolvidos para atender esse público. A dica de Camila é buscar texturas fluidas, mate, oil-free e com tecnologias de controle da oleosidade ao longo do dia. A sílica é um dos componentes que absorvem o sebo a medida que ele é produzido, aponta Daniel. O ideal é aplicar meia hora antes da exposição ao sol e retocar a cada 3 horas.

Protetor solar para quem tem pele oleosa

Divulgação

Outros cuidados importantes para pele oleosa

Qualquer outro tipo de cuidado deve ser feito com o acompanhamento de um dermatologista, uma vez que cada pele tem necessidades específicas que, se tratadas de maneira incorreta, podem acabar evoluindo para um quadro pior. O uso de tônicos, por exemplo, é interessante em algumas situações, mas é preciso tomar cuidado com produtos muito agressivos, com álcool na fórmula, que podem irritar a pele, explica Camila.

Aplicar ácido glicólico ou de outros ativos que promovam a renovação celular na zona T também ajuda no controle da produção de sebo, comenta Daniel. No entanto, o especialista alerta que a esfoliação em excesso pode causar efeito rebote na oleosidade. Por isso, muita atenção antes de sair aplicando produtos milagrosos que se vê na internet. Peles oleosas e, principalmente, acneicas devem ser tratadas com suavidade para melhores resultados.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.