• ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

Tão presentes na gastronomia, os ingredientes fermentados têm ganhado cada vez mais espaço nos rótulos de produtos para a pele. Essa tendência vem na esteira de uma mudança de comportamento, impulsionada pela força do wellness e alternativas sustentáveis de consumo, e deve crescer nos próximos anos, inclusive com adição de fermentados em produtos capilares e suplementos, como indica Mirela Dufrayer, líder de marketing da consultoria de tendências WGSN, na América Latina. “Com grandes marcas inovadoras do mercado da Ásia já fazendo uso constante dos ingredientes fermentados e obtendo ótimos resultados, é esperada uma expansão para o mercado de beleza ocidental e por isso, o destaque como uma das principais tendências de beleza para 2022”, disse.

A fermentação consiste em transformar matéria orgânica, como frutas e plantas, a partir de ação de bactérias e fungos, para obtenção de outro ativo. “E a intenção com a fermentação é ter um ativo mais rico, mais concentrado de nutrientes, é isso que eles estão começando a trazer para os cosméticos”, explicou a dermatologista Aline Iglesias Gonzales. O uso de ingredientes fermentados nos produtos para pele, contudo, não é novo e já aparecia na forma de ácidos glicólico, mandélico e lático, por exemplo, disse a dermatologista Paola Pomerantzeff, da Clínica Koza.

PUBLICIDADE

“Há o alfa-hidroxiácido, que é uma misturinha de ácidos, e renova bem a pele, não irrita e é um exemplo de ingrediente fermentado”, disse. Segundo a médica, o sucesso desses ingredientes vêm da capacidade de penetrar mais na pele devido ao tamanho diminuto de suas moléculas. Essa característica eleva o potencial de penetração dos produtos com os tais ingredientes. Ela pontua, porém, a necessidade de mais estudos sobre diferentes tipos e reações na pele. “Alguns deles favorecem o microbioma da pele, ou seja, deixam a pele mais saudável, mas isso é recente ainda. Apesar de [do uso de fermentados] ser antigo, os estudos dessa ação exata são recentes”.

O microbioma consiste numa colônia de microrganismos, como bactérias e fungos, que vivem em nosso corpo e, quando em equilíbrio, protegem a nossa pele de ações externas. Alterado, a pele fica suscetível a irritações e dermatites, por exemplo. Com a tendência e surgimento de diversos produtos com ingredientes fermentados, a médica destaca a necessidade de buscar os adequados para o seu tipo de pele, com suporte de um dermatologista. “Mais que se preocupar tanto se o ingrediente é fermentado ou não, é pensar se aquele é o ideal para sua pele”, destaca.

PUBLICIDADE

“E não só colocar todas suas apostas em único só produto, enquanto você não lava de forma adequada ou não protege a pele”, pontua a dermatologista Aline. “A gente sempre fala na dermatologia da associação de tratamentos, não adianta usar um bom hidratante e tomar banho muito quente, usar buchas, é um conjunto de medidas que vai dar um resultado interessante”, disse.

Entre na onda

Hoje, no Brasil, é possível encontrar ingredientes fermentados em diferentes marcas, e com múltiplas finalidades. A Biossance, por exemplo, tem um fermentado como carro-chefe, o esqualano, presente em todos os seus produtos. De acordo com Kelly Seligman, gerente de assuntos científicos da marca, ele é adquirido por meio de processo biotecnológico, utilizando a cana-de-açúcar como matéria prima.

Entre os benefícios apontados para a pele, aparecem hidratação, redução de linhas finas e rugas, suavidade e iluminação, além de melhorar a firmeza. A marca comercializa inclusive uma versão concentrada, em seu Óleo 100% Esqualano (R$ 169).

A Clinique lançou uma versão de seu badalado hidratante Moisture Surge, o 100H Auto Replenishing Hydrator (R$ 301), com bio-fermento de aloe vera. Ele promete reter a umidade e aumentar a elasticidade para uma aparência mais lisa e saudável. A fórmula também conta com ácido hialurônico e cafeína.

PUBLICIDADE

A estadunidense Drunk Elephant, comercializada pela Sephora no Brasil, tem em seu portfólio o Sweet Biome Fermented Sake Spray (R$ 370) – uma bruma hidratante – que em sua fórmula há extrato de saquê fermentado, kombucha e lúpulo. Segundo a marca, eles fornecem à pele substâncias nutritivas que restauram, acalmam e contribuem para manter a saúde e o equilíbrio do manto ácido e do microbioma da pele.

A brasileira Sallve tem o recém lançado Tônico Antiacne (R$ 59,90), com melaleuca, centella asiática, niacinamida e fermentados vegetais, que, informa a marca, têm propriedades calmantes, que promovem maciez e hidratação.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.