PUBLICIDADE

Sim, nós ainda estamos pensando em Friends: The Reunion, e se você também for um fã, provavelmente está na mesma. Lançada em 1994, Friends se tornou referência quando se trata de sitcom. A série é responsável por muitos dos momentos mais engraçados na história da televisão e apresentou ao público seis personagens que logo passariam a ser nomes familiares ao redor do mundo todo. Quase vinte anos desde o encerramento, o elenco se reuniu oficialmente pela primeira vez para um episódio especial, em que relembram a vida regada à cafeína de seus amados personagens em Nova York.

Entre lembranças, reencenações e participações especiais, a reunião dos atores do seriado foi o suficiente para instaurar aquela sensação coletiva de nostalgia. E não adianta negar: desde então, a vontade de rever as dez temporadas de Friends foi despertada com sucesso. Se você está precisando de um incentivo para finalmente aceitar o saudosismo e apertar logo o play, aqui vai mais uma desculpa: a moda. Apesar de algumas coisas sobre a série não saírem nada bem nos dias de hoje 一 a gritante falta de diversidade, por exemplo 一, o estilo das três protagonistas resistiu ao teste do tempo e, agora, parece mais atual do que nunca.

PUBLICIDADE

Descomplica

A moda, claro, é cíclica e isso todos nós já sabemos. Mas, não é sempre que se olha para um programa de televisão de décadas atrás e considera-se que as escolhas de estilo ainda fazem sentido. Com Friends, no entanto, a sensação é outra. Lembre de todas as vezes em que Rachel usava a minissaia perfeita, repare nos jeans de Monica e no apelo duradouro de seus looks monocromáticos, ou ainda na energia boêmia e nos acessórios de cabelo quase excessivos de Phoebe. Essas três personagens, que se tornaram ícones da cultura pop, não tinham só personalidades relacionáveis às nossas, mas estilos também.

Rachel e Monica.Getty Images

Enquanto Carrie Bradshaw, de Sex and the City, estava calçando salto-altos de Manolo Blahnik e segurando bolsas Baguette da Fendi, Rachel, Monica e Phoebe vestiam o que se via aos montes (e não em poucos) pelas ruas de Nova York. O estilo de cada uma das integrantes desse trio era prático, descomplicado e realista para o consumidor de moda do fim dos anos 1990. O desejo coletivo até poderia ser pelas peças de Carrie mas, no fim das contas, a maioria das pessoas estava muito mais próxima aos visuais observados em Friends.

PUBLICIDADE

Quase três décadas após a sua estreia, o seriado segue inspirando o estilo da sua audiência original, mesmo que inconscientemente. Agora, alcança ainda os integrantes das novas gerações que, na época, eram pequenos demais para assistir a este fenômeno da televisão e, através das plataformas de streaming, também puderam passar a acompanhá-lo. Pelas mídias sociais, a juventude pouco parece interessada na moda glamourosa de Sex and the City mas, enquanto isso, as buscas pelo estilo das personagens femininas de Friends acumulam números impressionantes.

De acordo com dados divulgados pelo Google, em 2020, a personagem de televisão com o estilo mais pesquisado foi Rachel Green, vencendo com folga a segunda da lista, Maddy Perez, do seriado Euphoria. No TikTok, a hashtag #FriendsOutfits já está chegando a dez milhões de visualizações, e o Pinterest relata um aumento de 58% nas buscas por "Friends aesthetic". Esses não são números que podem ser ignorados e um grande responsável por eles é, certamente, a acessibilidade dos visuais. Em sua maioria, as peças essenciais usadas na série já fazem parte de muitos guarda-roupas e, do contrário, não são nem um pouco difíceis de achá-las.

O novo atemporal?

Getty Images


"Tratava-se de criar um personagem. Quem é essa pessoa? Quais são as suas motivações? Em que momento da vida ela está? O meu desafio era refletir isso através de cores, texturas e formas", relembra Debra McGuire em entrevista ao The Guardian. Apesar dos nomes envolvidos em Friends serem tão reconhecíveis, este talvez nunca tenha chegado até você, mas Debra é tão importante quanto qualquer um outro. A estadunidense, que diz levar uma relação de amor e ódio com a moda, foi responsável pelo figurino durante os dez anos em que a série esteve no ar.

Para ela, o importante era trabalhar em estreita colaboração com o designer de produção, John Shaffner, e o decorador de cenário, Greg Grande, para alcançar a estética perfeita. Juntos, pretendiam desenvolver algo "interessante, aspiracional, como um deleite visual do qual as pessoas quisessem fazer parte".

As intenções de Debra, no entanto, passavam longe de meras tendências momentâneas e, talvez, seja justamente por isso que os looks vistos em Friends ainda despertem tanto interesse. "Mesmo depois de todos esses anos, se o programa acontecesse hoje, eu provavelmente faria o mesmo figurino. E daqui a dez anos também", afirmou a figurinista.

Rachel, Phoebe e Monica.Getty Images

Vale lembrar aqui a volta dos anos 1990 na moda – a reunião do elenco, aliás, não poderia ter sido mais bem cronometrada. Baby tees, mom jeans, slip dress, presilhas tic tac e coturnos são alguns dos itens mais desejados do momento e, convenhamos, as chances de alguma das personagens do seriado já terem usado cada uma dessas peças são enormes.

Agora, no entanto, elas preenchem as páginas do Depop, plataforma favorita da Geração Z para pechinchar produtos vintage (recém adquirida pela Etsy, aliás). "As novas gerações têm preferido fazer compras de forma mais consciente. Em brechós, tudo que elas encontram são roupas extremamente parecidas com as de Friends", disse Debra, que ainda revela receber semanalmente dezenas de emails de jovens perguntando onde encontrar uma determinada peça vista na série.

Essa, provavelmente, não é uma percepção coletiva mas, ao que parece, a Geração Z tende a enxergar a moda do sitcom como atemporal (quando comparada ao estilo de Paris Hilton, a personagem da vida real que veio logo após, tal escolha se torna mais compreensível). E Debra McGuire está de acordo: "Sinto que os anos 1990 como um todo serão o novo atemporal". Talvez seja cedo para afirmar isso, mas, depois dos anos 20 aos 80, essa década foi a primeira em que as silhuetas finalmente relaxaram. Havia um pouco de normcore, um pouco de grunge e entre referências coexistentes, Friends transformou peças fáceis em looks que definiram uma era. A simplicidade nunca pareceu tão atraente.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE