Beleza

Review: a beleza de Sex and the City

Muito se fala da moda vestida pelo quarteto mais famoso da HBO. No entanto, as escolhas de beauté das personagens nos fizeram rir e sonhar na época do seriado. Será que elas envelheceram bem?

Ilustração: Gustavo Balducci
PUBLICIDADE

Se você pesquisar por Sex and the City no Google, vai se deparar com uma infinidade de conteúdos discutindo e pressupondo os prós e contras dos novos 10 episódios que serão lançados da série em breve. E, na sequência, uma enxurrada de matérias que exaltam as influências, lições de estilo, tendências e peças que transformaram o guarda-roupa das mulheres de todo o globo desde que o primeiro episódio foi ao ar em junho de 1998 – consagrando a stylist Patricia Field e colocando a Carrie Bradshaw de Sarah Jessica Parker no pódio das personagens mais fashionistas de todos os tempos.

Verdade seja dita, SATC também nos deu muitos aprendizados de... beleza! Boa parte deles tragicômicos, alguns apenas trágicos, outros atemporais e boa parte deles transformadores para qualquer autoestima. Por isso, listamos os mais memoráveis que, caso não tenham te influenciado à época, pelo menos arrancam boas risadas ou surpreendem pela falta de tato com os valores da atualidade.

Acupuntura nelas!

Quando a pudica Charlotte, interpretada por Kristin Davis, decide ter filhos, ela recorre a uma série de tratamentos, dos mais ortodoxos aos inusitados. A cartada final? Sessões de acupuntura! A técnica milenar chinesa já foi tendência e inundou páginas de revistas com seus benefícios que iam da diminuição da ansiedade, passando pela melhora da depressão e até suavização de dores arteriais. Apesar de não ser mais um hype (ufa!), a acupuntura permanece atemporal e merece ser especialmente lembrada de sua potência e valor especialmente em tempos de pandemia. A atriz brasileira Bruna Linzmeyer é adepta, por exemplo. Confira nosso bate-papo com ela na seção semanal Beauty Chat!

PUBLICIDADE

charlotte-acupuntura Charlotte em sessão de acupunturaFoto: Divulgação / HBO

Beef carpaccio

Com o passar dos anos, os peelings se tornaram menos invasivos e teoricamente inofensivos. Mas há 30, 20 anos, as queimaduras causadas por peelings químicos eram rotineiras. Fãs de procedimentos mais radicais, Samantha Jones (Kim Catrall) não pensou duas vezes antes de testar. O resultado foi catastrófico e, apesar de ter contado à Carrie que estava parecendo "um beef carpaccio", ela compareceu ao lançamento do livro da amiga jornalista usando um véu bem misterioso. Hoje em dia, os tratamentos com ácidos são muito mais seguros. Saiba mais sobre eles no nosso ABC do skincare!

samantha-peeling Samantha sofrendo para resolver o estrago feito pelo peeling "beef carpaccio"Foto: Divulgação / HBO

Pelos: livres para ir... ou ficar!

Ao bookar uma viagem para Los Angeles, Carrie decide marcar um horário na depiladora e apostar na técnica da vez, a "brazilian wax", que chegou aos Estados unidos no começo dos anos 1990 e dividiu opiniões por ser a mais explícita das depilações. Se a personagem de SJP se sentiu um pouco exposta? Sim, porém é interessante analisar a ação com os olhos de hoje. A depilação também foi um dilema de Miranda (Cynthia Nixon). Durante férias com as amigas no México, Samantha perguntou se a amiga "ainda estava vivendo nos anos 1970" ao se referir aos pelos púbicos que vazavam pelo maiô. Apesar de cômica, a situação dá margem a uma discussão importante. Entre no debate lendo a reportagem de Thaís Regina: Os pingos nos "is" da cultura da depilação.

PUBLICIDADE

sarah-jessica-parker-brazillian-wax Carrie em meio a tal "brazillian wax"Foto: Divulgação / HBO

O velório dos fios brancos

Ao se deparar com pêlos íntimos brancos, Samantha revelou às amigas sobre o imbróglio e que decidiu tingir os fios. Questionada do porquê não apenas arrancar, ela explicou: "ao arrancar um fio branco, outros três vêm para o velório". Superstições à parte e um pequeno spoiler: o tingimento não teve um dos melhores resultados! Até porque, será que não está na hora de aceitarmos a chegada dos grisalhos? Na coluna em vídeo de Fernanda Guerreiro e Camila Faus (idealizadoras do @shet_alks), a dupla vai fundo no assunto. Dê play!

Corpo são, mente sã?

Miranda sempre foi uma workaholic assumida, até que em uma das temporadas decide contornar o sedentarismo ao frequentar uma academia. Zero afeita a vaidades e muito menos refém do corpo perfeito, ela frequenta o ambiente com uma única finalidade: correr na esteira ao som de Ricky Martin. Tudo muda quando um flerte a chama de sexy e, dali em diante, a sua autoestima vai às alturas e o excesso de confiança mina as possibilidades do affair seguir em frente. Em tempo de gurus-instagrammers-fitness, o desenrolar faz você questionar como os sinônimos de bem-estar são outros. Mas o significado de soberba continua. Vale assistir com a sua amiga que ama postar stories entre um burpee e um polichinelo. Fora isso, conheça o trabalho da instrutora de yoga Jessamyn Stanley e aprenda a se livrar do olhar de terceiros na hora de se cuidar!

Corpos livres

Quando o quarteto decide fazer um dia de SPA juntas, a ideia parece inofensiva e inclusiva até que Charlotte se sente um tanto constrangida e insegura ao se deparar com outras mulheres nuas na sauna. Se no início ela faz comparações com os outros corpos, criticando os próprios seios e tendo uma série de inseguranças para ficar nua, a personagem dá um jeito sincero (e, por isso, divertido) de ganhar alguma autoconfiança. A cena dela voltando à sauna sozinha como uma espécie de desafio pessoal é crua, cômica e muito real... Afinal de contas, quem nunca passou por algo parecido, seja na praia ou na piscina com amigos? Aliás, as novas marcas de beachwear estão 100% com isso em mente. Conheça algumas delas aqui.

charlotte-sauna Charlotte desconfortável na sua primeira vez na saunaFoto: Divulgação / HBO

(Auto)efeito lifting

Quando Samantha chega para um brunch com as amigas e é indagada "você parece iluminada, você fez um lifting, um procedimento?", a resposta é "não, passei o dia me masturbando". O diálogo maravilhoso é daqueles que faz você repensar sobre certas atitudes e, claro, ter a certeza que o auto-descobrimento e o se dar prazer podem e devem ser saudáveis. Convenhamos que ninguém melhor do que você mesma para saber o que desperta a sua libido, não é mesmo? Separamos algumas dicas de brinquedinhos para você se divertir no isolamento nesta matéria.

Pausa para os lábios

Vez sim e outra também, Carrie aparece com os dilemas de dar continuidade a sua coluna sobre sexo, dilemas amorosos e inatisfações da mulher contemporânea. Durante seu processo criativo, a protagonista está sempre acompanhada de um lipbalm, que aplica entre uma epifania e outra. A dica é atemporal e as opções de balms são inúmeras – por mais que, na época, a latinha do popular Carmex tenha se tornado um produtinho must-have.

Gurus da beleza

Não é um segredo de beleza, mas no episódio em que Carrie é convidada para desfilar como uma "pessoa real" ao lado de modelos profissionais, a jornalista-fashionista se depara com uma série de questionamentos, mostrando que seus sonhos nem sempre são tão deliciosos assim no mundo real. A aparição do top beauty artist Kevyn Aucoin, falecido em 2002, queridinho das supermodels dos anos 1990 e de celebs como Madonna, ao lado do super cabeleireiro Orlando Pita (responsável por campanhas e desfiles icônicos), faz qualquer entusiasta de beauté soltar um gritinho!



Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE