Morre Pierre Cardin aos 98 anos

Vanguardista, estilista foi um dos pioneiros do prêt-à-porter na França. Família não divulgou causa da morte.

Retrospectiva 2020

Neste episódio, a equipe da ELLE Brasil reúne os maiores acontecimentos de moda e de beleza deste ano.

PUBLICIDADE

Se vira nos 20: como a moda adaptou os desfiles na pandemia

Ao mostrar as suas coleções, durante a nova alta de Covid-19, Dior foi para Pequim, Chanel desfilou para uma convidada e Balenciaga criou um game.

Balenciaga: de Cristóbal a Demna

A Balenciaga lançou um game para apresentar a sua nova coleção. Neste episódio, a gente comenta o jeito completamente novo de mostrar uma temporada e aproveita para mergulhar na história dessa casa que sempre olhou para o futuro.

A história da Gucci nos mínimos detalhes

Intrigas familiares, o forte apelo sexual trazido por Tom Ford, disputa pesada entre holdings de luxo e o rico mix de referências de Alessandro Michele são alguns dos capítulos que marcaram o primeiro século da marca italiana.

Resale e 47ª Casa de Criadores

Neste episódio, a gente explica o fenômeno dos resales, dos brechós online e como a pandemia acelerou as vendas de peças de segunda mão.

Cláudia Liz volta a fotografar após 20 anos longe das câmeras

Celebrada na nova coleção de Rober Dognani, Cláudia Liz, modelo ícone dos anos 1990, fala da experiência de fotografar mais uma vez, depois de vinte anos longe dos estúdios.

Gucci: passado, presente, futuro

Neste episódio mergulhamos na história da Gucci, casa italiana prestes a completar 100 anos de existência e que segue como uma das mais importantes, inovadoras e lucrativas do mundo hoje.

O que a venda da Supreme pode significar para a marca

Com 26 anos de história e parcerias com labels como Louis Vuitton e Comme des Garçons, a Supreme virou símbolo de uma subcultura e causa alvoroço por suas coleções limitadas.

Supreme, Kamala Harris e GucciFest

Neste episódio, a gente conta a história da Supreme, uma das maiores marcas de streetwear do mundo, que acaba de ser vendida por mais de US$ 2,1 bilhões de dólares.

Entre poses, palcos e palanques

Que cantoras pop se aliam à moda para impulsionar tendências, todo mundo já sabe. Mas e quando elas são referências no campo político?

​A febre do nap dress, o "vestido da pandemia"

A empresa Hill House Home chegou a faturar US$ 1 milhão em meia hora com a venda do vestido. Inicialmente uma marca de roupa de cama, hoje ela mudou a sua bio no Instagram para "house of the nap dress".

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE